12 de jan de 2018 por Andréia Dias

Crítica: O Touro Ferdinando

 

Uma aventura divertida e emocionante para toda família. Ferdinando prova que você não pode julgar ninguém pela sua aparência.

O Touro Ferdinando conta a história de um touro robusto, mas com um coração gigante. E por causa de seu tamanho, ele assusta muitos bichos e pessoas. Porém a grande verdade é que por trás da cara de mau, Ferdinando é um touro muito amável. Para seu desespero, ele é confundido com um animal perigoso e acaba sendo capturado. Determinado a voltar para sua família, ele se une a uma equipe de touros desajustados para essa aventura.

Com uma narrativa muito bem construída, o espectador se apaixona pelo Ferdinando logo de cara, um touro sensível, carinhoso e apaixonado por flores. Mas longe de ser um personagem chato e meloso, ele é divertido, bagunceiro e muito amoroso com a sua dona Nina.

Situado na Espanha, a animação mostra os dois lados da realidade dos touros: ir para o abatedouro ou ir para as famosas touradas de Madrid. O brasileiro Carlos Saldanha, o diretor do filme, tratou essa questão com delicadeza, mas de forma profunda e emocionante na história, ele fez uma crítica precisa as touradas e também a relação entre os humanos e os animais, uma mensagem bem clara para os adultos que irão assistir ao filme.

A animação tem traços bem elaborados que são valorizados, os personagens são carismáticos e o destaque vai para cabra Lupe, que é muito engaçada. As piadas americanas foram adaptadas para a nossa realidade e a dublagem ficou extraordinária, funcionaram muito bem.

O Touro Ferdinando é uma animação para toda família, vale a pena se divertir e se emocionar com o touro mais fofo do mundo. Cotação: ☆☆☆☆

 

 

 

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

Os comentários estão fechados.