23 de ago de 2017 por Andréia Dias

Crítica – Os Defensores

A série original da Netflix acompanha a união dos quatro heróis na Marvel: Demolidor (Charlie Cox), Jessica Jones (Krysten Ritter), Luke Cage (Mike Colter) e Punho de Ferro (Finn Jones). Nessa jornada, eles estão em busca da salvação da cidade de Nova York que está sendo devastada pela ambição do grupo Tentáculo que foi apresentada ao público anteriormente nas séries Demolidor e Punho de Ferro.

A série foi desenvolvida em 8 episódios e está bem dinâmica e enxuta, ela faz uma introdução rápida de cada um dos personagens para apresentar ao público que não assistiu as séries individuais e mostrar as habilidades de cada herói.

Os primeiros episódios mostram como os heróis estão sobrecarregados com as batalhas anteriores e também com os seus conflitos pessoais. A união não acontece assim tão fácil, todos possuem uma personalidade forte e distinta o que deixa os diálogos bastante interessante e divertido até mesmo nas discussões mais acaloradas.

A fotografia está simplesmente excelente, a iluminação de acordo com cada personagem é o ponto alto da série, Demolidor sempre acompanhado de luzes vermelhas, Jessica Jones com tons de roxo, Luke Cage ficou com o amarelo e finalizando o Punho de Ferro com a iluminação verde. Os ângulos da câmera são um espetáculo a parte, em apenas um diálogo a câmera capta em vários ângulos e de forma diferente exaltando cada um dos cenários que são apresentados.

Marvel’s The Defenders

A atriz Sigourney Weaver está incrível como Alexandra mostrando todo o seu poder como a chefe do Tentáculo, porém seus diálogos são repetitivos contanto várias vezes a mesma história sobre o propósito da organização, como se o público não tivesse entendido a finalidade da batalha.

Por fim, as coreografias das lutas estão sensacionais, em especial a Elektra (Elodie Yung) e o Demolidor – que era um dos encontros mais aguardados – o primeiro combate ficou excelente, muito bem desenvolvida, porém a produção falhou no segundo ao pôr a luta numa caverna escura, alguns golpes ficaram impossíveis de assistir sem iluminação, uma pena, poderia ter sido elaborada de uma outra forma. Mas isso não atrapalhou o brilho e o enredo da história como um todo, a série é boa e vale muito a pena conferir!

Marvel’s The Defenders

Marvel’s The Defenders

Marvel’s The Defenders

Marvel’s The Defenders

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários