12 de set de 2017 por Andréia Dias

Os 10 episódios mais revistos pelos fãs de Star Trek na Netflix!

Aquecendo os motores de dobra espacial para a estreia de Star Trek: Discovery, a Netflix revela quais são os episódios preferidos dos fãs de Star Trek. Com 695 episódios de Star Trek devidamente teletransportados para o serviço de TV por Internet, a Netflix explora agora um estranho novo universo, descobrindo que alguns episódios são revistos mais vezes.

A metodologia utilizada pela Netflix é a analise de dados de visualização de 104 milhões de assinantes em 190 países que assistiram às seguintes séries: Star Trek, Star Trek: A Nova Geração, Star Trek: Enterprise, Star Trek: Deep Space Nine e Star Trek: Voyager. Numa tentativa de procurar dados além do comportamento padrão, os primeiros dois episódios de todas as primeiras temporadas foram omitidos dos dados. A definição de “rever” se aplica a um assinante que viu pelo menos 6 minutos de um episódio a que ele já havia assistido antes.

Computador: Quantos assinantes assistiram a todos os 695 episódios de Star Trek na Netflix? É melhor ajustar os feisers, porque cerca de 12 mil fãs passaram cerca de 536 horas (ou 22 dias) assistindo a Star Trek. Os dados da Netflix também revelam que Voyager tem o episódio mais revisitado do universo: “Fim do jogo: Partes 1 e 2” (temporada 7, episódio 24) é o episódio mais revisto de todas as séries da franquia.


Não surpreende que os primeiros episódios de uma série quase sempre sejam os mais vistos. Contudo, indo além dos dois primeiros episódios de qualquer primeira temporada da coleção, é fascinante (como diria Spock) identificar os episódios que os fãs não se cansam de rever. Descobrimos que os episódios que introduzem capitães, espécies e personagens famosos são os mais revisitados. E, é claro, viagens no tempo, abduções alienígenas e episódios que combinam elementos de várias séries também são muito queridos pelos trekkers.

Dúvida: Qual das séries é a mais popular na Netflix? Não é tão simples. Enquanto A Nova Geração e a Série Clássica têm audiência maior, os fãs de Voyager e Deep Space Nine são os mais fiéis e incansáveis, sempre voltando a rever seus episódios favoritos. E apesar de alguns fãs se declararem desapontados com Voyager, muitos retornam à série com frequência. No final das contas, cada coleção tem seu mérito: a Série Clássica introduziu os klingons, A Nova Geração abriu caminho para DS9 e  Voyager, DS9 levou Star Trek a um estilo serializado de narrativa, e Voyager apresentou a primeira capitã protagonista da franquia. Com todos os episódios na Netflix, os fãs agora podem decidir como e quando eles embarcam em cada jornada.

E a viagem rumo ao desconhecido não para por aí, em 25 de setembro, a Netflix traz com exclusividade em 188 países a estreia de Star Trek: Discovery (excluindo EUA e Canadá). Discovery apresenta uma nova nave e uma nova tripulação, mas reflete a mesma esperança em um futuro melhor que inspirou toda uma geração.

 

 

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários