05 de set de 2017 por Andréia Dias

Crítica – Polícia Federal: A Lei é Para Todos

O filme conta a história dos bastidores da Operação Lava Jato que é a maior operação de combate a corrupção do país. A história é narrada pelo ponto de vista do delegado Ivan (Antônio Calloni) que recruta uma equipe composta por Beatriz (Flávia Alessandra), Ítalo (Rainer Cadete), Júlio (Bruce Gomlevsky) e Vinícius (João Baldasserini) que em conjunto com a força tarefa do Ministério Público vão investigar todo o esquema de lavagem de dinheiro, pagamento de propinas para executivos, empreiteiras, partidos políticos e parlamentares.

Inspirado no livro de Carlos Graieb e Ana Maria Santos ele inicia com um contexto histórico do início da corrupção no Brasil e em seguida o espectador entra de cabeça numa cena incrivelmente tensa que é a perseguição de Alberto Youssef interpretado por (Roberto Birindelli), a sequência impressiona bastante e a atuação de Roberto ficou bem interessante na trama, não ficou caricato e nos momentos de tensão a sua atuação foi perfeita e sem exageros. O casting principal do filme foi muito bem selecionado, os atores Antônio Calloni e Flávia Alessandra estão incríveis. Todos do elenco estão bem entrosados, os diálogos são intensos e ficou nítido a entrega e a dedicação dos atores aos personagens.

O diretor Marcelo Antunez fez um excelente trabalho nas cenas de ação que foram inovadoras para os padrões de filmes nacionais, cada cena foi muito bem executada, os movimentos da câmera são diferenciados e as perseguições são de tirar o fôlego. Porém a trilha sonora ficou um pouco a desejar, são trilhas utilizadas em novelas e isso pesou um pouco aos ouvidos nos momentos de tensão e de drama, mas nada que atrapalhe o bom andamento do filme. A montagem e a edição são os pontos altos, os cortes rápidos deram dinâmica ao filme e o resultado ficou impecável. A linguagem do filme foi bem desenvolvida e os termos utilizados são de fácil compreensão para todos os públicos.

Longe de ser um filme partidário como muitos pensaram, a trama em nenhum momento trata o juíz Sérgio Moro interpretado por (Marcelo Serrado) como herói ou o Lula interpretado por (Ary Fontoura) como bandido, não vou entrar em muitos detalhes para não dar spoilers.

Polícia Federal: A lei é para Todos é um filme para assistir com os amigos porque é aquele tipo de filme que o espectador quer debater após a sessão e saber o ponto de vista do outro gerando um debate saudável. Vale a pena conhecer os bastidores das prisões, dos esquemas utilizados, o caminho do dinheiro após a lavagem, que são informações desconhecidas do público. Fique atento porque tem cenas pós-créditos que dará o gancho para os próximos dois filmes da franquia.

 

 

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários